Como fazer mudas de Goiabinha-do-campo – Araçá – Psidium cattleyanum

Como fazer mudas de Goiabinha-do-campo – Araçá – Psidium cattleyanum

Nome científico: Psidium cattleyanum.

Nome popular: Araçá, Goiabinha-do-Campo, Araçá- amarelo, etc.

Família: Myrtaceae.

Origem: Mata Atlântica e Furnas de terra de cultura no cerrado, Brasil, América do Sul.

Características gerais:

– Trata-se de uma árvore frutífera, de ciclo de vida perene, de pequeno e médio porte, geralmente, não ultrapassa 4,0 metros de altura.

– Trata-se de uma planta, que atrai a fauna silvestre, que chega para alimentar-se de seus apreciados frutos.

Clima:

– Trata-se de uma planta totalmente adaptada ao clima: Equatorial, Tropical e Subtropical. E deverá ser cultivada a sol pleno, porém, tolera sombreamento parcial.

– A planta também tolera frios moderados.

Solo:

– A planta deverá ser cultivada em solo fértil, profundo, drenável, enriquecido com matéria orgânica.

Propagação:

– Em escala doméstica, a planta poderá ser multiplicada por sementes.

– Na natureza, propaga-se pelos animais silvestres que se alimentam de seus frutos.

Procedimentos para propagação da planta

– Selecionar frutos maduros de plantas saudáveis.

– Remover toda poupa que porventura estiver grudada à semente, esfregando-as numa peneira fina, embaixo de uma torneira aberta com água corrente.

– Colocar as sementes para secar em local sombreado, ventilado, sobre folhas de jornal por quatro a cinco dias.

– Após esse procedimento as sementes já estarão prontas para serem plantadas.

Balainhos: (Poderão ser utilizados sacos plásticos e/ou tubetes de plástico)

– Preparar balainhos com terra rica em material orgânico.

– Colocar os balainhos em locais sombreados.

– Plantar de duas a três sementes por balainho, cobrindo-as com uma fina camada de substrato.

– Umedecer sem encharcar, mantendo a umidade moderada sempre constante.

– Em algumas semanas as sementes germinarão.

– Quando as mudas atingirem aproximadamente quarenta centímetros de altura, deverão ser aclimatadas gradativamente ao sol, para serem transplantadas em seus locais definitivos.

– Aconselha-se levar as mudas a campo, no início da estação chuvosa, para que não sintam demasiadamente o estresse da mudança de ambiente.

Irrigação:

– Manter o solo com relativa umidade. As regas deverão ser processadas regularmente, principalmente nas mudas recém-plantadas em seus locais definitivos.

Floração:

– O período de floração é longo, estende-se por toda estação da primavera e verão.

– As flores são brancas com longos estames, são solitárias e emergem nas axilas das folhas.

Frutificação:

– O período de frutificação também é longo, pois, acompanha o mesmo tempo da floração.

Obs.

– Dependendo da estação do ano, em que as sementes foram plantadas, poderá ocorrer variações no tempo de germinação, bem como o tipo de substrato utilizado, poderá interferir no desenvolvimento das mudas.

– Mas, o araçazeiro é uma planta muito resistente, e pouco exigente, desenvolve-se em quase todo o tipo de solo, porém, é mais produtivo em solos férteis, enriquecidos com material orgânico.

– Trata-se de é uma espécie frutífera, nativa do Brasil, sendo indicada para plantios em áreas degradadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *