Como fazer mudas de Guarantã – Esenbeckia leiocarpa.

Como fazer mudas de Guarantã – Esenbeckia leiocarpa.

Nome científico: Esenbeckia leiocarpa.

Nome popular: Guarantã, Guarataia, Pau-duro, Goiabeira, etc.

Família: Rutaceae.

Origem: Brasil

Características gerais:

– Trata-se de uma árvore de médio a grande porte e, poderá alcançar até 30 metros de altura.

– A espécie ocorre naturalmente do Sul da Bahia até São Paulo, na floresta tropical pluvial, onde o bioma com a vegetação de folhas largas e perenes, apresenta um clima úmido e quente que lhe confere um padrão excelente de crescimento.

– A espécie ocorre naturalmente também, em Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Goiás em floresta latifoliada semi-decídua, típica do Brasil Central, que é uma região regulada por dupla condição climática: uma estação com chuvas intensas de verão, seguidas por um período de estiagem no inverno.

– Geralmente, a árvore apresenta tronco ereto e depois de adulta atinge mais de 40 cm de diâmetro.

– A planta apresenta madeira de boa qualidade que suporta as intempéries do tempo, por longos anos.

– A planta apresenta desenvolvimento moderado, geralmente, atinge dois metros de altura com dois anos de idade.

Floração:

– As flores de coloração branco-creme, dispostas em panículas terminais, ocorrem coincidentemente no período chuvoso do ano (setembro a janeiro).

Frutificação:

– Os frutos se apresentam em forma de cápsula, com superfície externa esverdeada e lisa, contendo sem seu interior sementes negras e duras.

– A maturação dos frutos ocorre de julho a agosto.

– Para obtenção das sementes, aconselha-se colher os frutos quando iniciarem a abertura da casca, em seguida poderá ser exposto ao sol, para completar o processo de abertura.

– As sementes poderão ser armazenas, em condições especiais, por até nove meses.

Propagação:

– A multiplicação da planta é feita por sementes.

– 1 Kg de sementes equivale a 9.500 unidades.

– O plantio poderá ser feito em tubetes de plástico, com substrato rico em material orgânico, acondicionados em viveiros sombreados.

– A emergência das sementes ocorrerá dentro de 30 dias.

– A germinação é considerada alta, em média, de 65%.

– O tempo de crescimento das mudas é moderado e, deverão permanecer no viveiro, em torno de 6 a 8 meses.

– As mudas para serem levadas a campo deverá apresentar, em média, 50 cm de altura.

Clima:

– Trata-se de uma planta adaptada ao clima quente e úmido de regiões tropical e subtropical e deverá ser cultivada à meia sombra.

– A planta jovem não tolera a incidência direta da luz solar.

Solo:

– O Solo para plantio definitivo, deverá ser fértil, rico em material orgânico, profundo e úmido.

– A planta não é considerada pioneira e, a muda deverá ser plantada em local sombreado e/ou semi-sombreado.

Tratos culturais:

– Não há grandes necessidades.

– Trata-se de uma planta relativamente rústica, obedecendo-se a suas exigências de sombreamento e solo com boa umidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *