Como fazer mudas de Jurubeba

Publicado em 19/03/2012

Como fazer mudas de Jurubeba

Nome científico – (Solanum paniculatum)

A jurubeba é uma planta nativa das Regiões Norte e Nordeste do Brasil, tendo se espalhado por outras regiões, podendo ser encontrada até no Rio Grande do Sul.

A disseminação se dá através das sementes. E é geralmente espalhada em bosques e quintais pelos pássaros que a consome.

Vegetam bem em solos semi-arenosos e ácidos, contudo ricos em materiais orgânicos.

Desenvolvem-se bem em locais sombreado, nas orlas de bosques ou, embaixo e nas clareiras das árvores frutíferas dos quintais.

 Como fazer mudas de jurubeba:

Para se fazer mudas de jurubeba é necessário a coleta dos frutinhos maduros, despolpá-los e separar as sementes que não devem ser totalmente secas para ser plantadas, senão perdem o poder germinativo. Contudo podem ficar exposta em lugar sombreado por um ou dois dias antes de ir para os canteiros ou balainhos.

O solo dos canteiros ou balainhos deve ser rico em material orgânico, também pode ser colocada mais de uma semente em cada balainho, caso nasça mais de duas, faz-se o desbaste das mudas mais fracas.

Tão logo atinja aproximadamente quinze a vinte centímetros de altura, devem ser transplantada em seus locais definitivos…  mas isso num período chuvoso para que as plantas disseminem suas raízes no solo com maior facilidade.

Propriedades medicinais:

Partes usadas; Raízes, folhas e frutos

Uso e Indicações:

A jurubeba é muito utilizada na farmacopéia popular, sendo utilizadas as folhas, os frutos verdes e as raízes no preparo de infusões e decoctos e são usados nas doenças hepáticas, icterícias e como diurético.

Atribui-se à planta efeitos como febrífuga, emenagoga, bem como estimulante das funções digestivas, do fígado, etc.

Diurética, desobstruente tônico, antiinflamatória. Emprega-se popularmente com bom resultado para combater as icterícias, cistites, febres intermitentes, prisão de ventre e as inflamações do baço(suco dos frutos).

Externamente empregam-se as folhas amassadas sobre machucados.

A raiz é indicada nas dispepsias atônicas e na diabete.

Desobstruente do fígado.

Maceração: 4 grs de folhas ou frutos verdes em um copo de água fria.

Também consumida adicionado ao vinho branco, bastando para tanto macerar as 4 grs ou frutos verdes, adicionando o vinho homogeneizando bem antes de beber.

Infusão: 2 colheres de sopa de folhas ou flores ou frutos picados para 1 litro de água fervente. Tomar 3 xícaras de chá morno, sem açúcar, por dia.

Aqui vai uma curiosidade interessante, a jurubeba é considerada altamente afrodisíaco natural.

 Para quem desejar ver um vídeo dessa planta clicar aqui

« Como fazer mudas de Ipê branco – Tabebuia roseoalba
Como fazer mudas de Alecrim »

Categoria:

fazer mudasplantas medicinais

Palavras chave:

About osvaldo

» has written 199 posts