Como fazer mudas de Samambaias de metro

Como fazer mudas de Samambaias de metro

Nome cientifico: Polypodium persicifolium

Uma das samambaias que mais se destaca como decorativa é a samambaia de metro, conhecida popularmente como chorona.

Um dos métodos mais utilizados para fazer a proliferação das samambaias é através da divisão de touceiras.

Procedimentos:

– Se a planta a ser multiplicada estiver plantada num vaso de xaxim,  é mais fácil: proceda da seguinte forma:

– Observar se a planta está toda enraizada e cheia de rizomas e rebentos em toda estrutura do xaxim, para planejar o corte da touceira.

– Colocar o xaxim sobre uma superfície sólida, para recortá-lo cuidadosamente como se fosse um bolo, observando que em cada fatia deverá permanecer uma boa quantidade de rebentos.

– Poderá ser recortado em 4,6 até 8 fatias, dependendo da densificação dos rizomas da planta.

– Colocar cada fatia cuidadosamente em um novo vaso, completar com substrato de fibras de coco, misturado com cascas de pinus e pedriscos.

Vaso de barro:

– Se a planta a ser dividida estiver plantada em vaso de barro, primeiro é necessário tirá-la cuidadosamente do vaso, para depois fazer o procedimento da divisão da touceira.

– Se possível, removê-la com todo o substrato onde a planta está com suas raízes fixas.

– Em seguida adotar os mesmos procedimentos acima, ou seja, fazer a divisão e plantar cada pedaço num novo recipiente.

Nota:

– O método de divisão de touceiras acelera o crescimento da planta, pois a nova muda já está enraizada e pega naquela fatia de xaxim que foi transplantado.

– E em poucos meses os novos vasos já estarão repletos de folhas novas.

Cuidados.

-As samambaias não gostam de sol quente, nem ventos fortes.

– Lugares ideais são: alpendres e varandas, protegidos de ventos.

– As regas deverão ser feitas sempre que o vaso demonstrar pouca umidade.

– Caso elas estejam colocadas em locais externos, poderão receber sobre as folhas, chuviscos de água através de uma mangueira, uma vez por semana. Ou mesmo através de um borrifador manual.

– As podas consistem em apenas remover as folhas velhas e amareladas.

– A adubação só poderá ser realizada depois que a nova planta já estiver bem pega e poderá ser feita com adubo foliar, duas vezes ao mês, e com farinha de osso e torta de mamona, a cada dois meses.

-As pragas mais comuns são as lagartas que comem as folhas. Mas essas podem ser catadas manualmente. Contra pulgões e ácaros, pulverize com calda de fumo para afastá-los. Se eles aparecerem na planta, corte as folhas afetadas tentando evitar que a doença se alastre. Para eliminar, só pulverizando com inseticida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>