Como fazer mudas – Horta orgânica – Produção de alimentos orgânicos.

Como fazer mudas – Horta orgânica – Produção de alimentos orgânicos.

O que significa alimentos Orgânicos.

Conceito de biodiversidade

– A Natureza é feito uma corrente em cascata, onde os elos se fixam e se interligam numa grande trama de nichos, (micro e macro seres pertencentes aos reinos mineral, vegetal e animal), que se interdependem formando a imensurável rede da biodiversidade… Onde cada qual, com propósitos particulares, se servem e são servidos na medida de suas necessidades…

 – A genialidade da natureza ajustou-se à sustentabilidade, na configuração de um grande circulo, onde uns deveriam suprir as misérias de outros, conforme a trama da rede da vida instalada em nosso planeta… Onde tudo seria reciclado…

– Porém, quando elos dessa corrente se rompem por algum fato fora do contexto (no caso, defensivos, inseticidas, agrotóxicos, etc.), algumas castas, exatamente aquelas que ficaram livres de seus predadores, aumentam desproporcionalmente o número de seus indivíduos, causando o desequilíbrio, colocando também em efeito cascata, toda biodiversidade em risco…

– Quanto menos interferirmos, menor será o desequilíbrio do meio ambiente.

 O. Scalabrini

Da teoria para a prática.

– Bem, em síntese, produção de alimentos orgânicos é a não utilização de defensivos químicos desde o seu plantio até a sua colheita.

– É deixar a biodiversidade  agir, controlando naturalmente a natureza.

– Os pássaros são exímios devoradores de insetos. O que poderá se fazer para atraí-los, de forma que estejam sempre por perto, é dispor comedouros próximos a sua horta. Aí. adeus lagartas, cupim com asas, borboletas, etc.

– É permitir que joaninhas devorem naturalmente, pulgões e cochinilhas.

– Galinhas também são predadores naturais de muitos insetos e elas acabam com uma variedade inimaginável dessas pragas do quintal e que poderá atacar as plantas da sua horta.  Mantê-las no quintal, porque dentro da horta elas certamente irão provocar uma devassa.

Como manter a qualidade do solo para produção de alimentos orgânicos:

– Evitar a monocultura. Sempre utilizar cultura rotacionada, pois cada planta tem específicos insetos hospedeiros, e com a rotação de cultura eles perdem o ciclo de sua reprodução e alimentação, ficando mais vulneráveis.

– Utilizar sempre os defensivos naturais denominados: remédios verdes, que são sumos extraídos de certas plantas e que afugentam insetos, agindo como repelentes naturais.

Se desejar ver um exemplo de comedouro simples,  para pássaros clicar aqui

Como fazer mudas – Horta caseira – Preparando a horta doméstica.

Como fazer mudas – Horta caseira.

Preparando a horta doméstica.

– Uma horta caseira, ou se desejar: Horta doméstica,  deverá ter espaço suficiente para conter canteiros de alface, almeirão, cebolinha verde, rúcula, rabanete, cenoura, beterraba, salsinha, coentro e ou, outras coisas que também se deseja plantar.

– Pimentão, pimenta, berinjela, jiló, como são plantas arbustivas, poderão ser plantadas em volta da parte interna, próximo ao alambrado de tela.

– Poderá reservar um canto de 4 x 4 metros para produção de Pepino caipira, aquele que se alastra pelo chão.

-A escolha do local deverá ser livre de sombreamento feito por árvores.

– Em regra geral, o preparo do solo deverá conter muito esterco animal bem curtido.

– As regas deverão ser feitas duas vezes ao dia: A primeira antes das nove horas da manhã. A segunda por volta das cinco horas da tarde.

– É sempre bom evitar regar as plantas quando o sol estiver muito quente.

– O bom desenvolvimento das plantas tem relação direta com três fatores: Solo fértil, água abundante e luminosidade do sol.

– E o sucesso da horta doméstica, estará diretamente ligado aos bons tratos dispensados a ela.

 Preparação dos canteiros:

– Os canteiros deverão ser preparados de forma que fiquem, em média, quinze centímetros mais altos, com relação ao nível do terreno. (para evitar encharcamento),

— Em terrenos inclinados, a formação dos canteiros deverá ser feita de forma transversal, com superfície nivelada horizontal, para evitar possíveis erosões provocadas pelas águas das regas, ou das chuvas.

– A bordas dos canteiros poderá ser feita de alvenaria, ou simplesmente com tijolos ou telhas semi enterrados perpendicularmente. Também poderão ser utilizados outros materiais disponíveis como: tábuas, trocos de árvores, etc.

– A largura ideal para os canteiros é de 1:,0 metro de largura, pois assim facilitará o seus tratos culturais bem como o manuseio das plantas e ervas daninhas. Quanto ao comprimento, irá depender da necessidade, ou do tamanho da horta.

– Os corredores entre canteiros poderão ter larguras aproximadas de 30 centímetros, para facilidade dos tratos culturais.

 Preparo do solo:

– O solo dos canteiros deverá ser revolvido de 20 a 30 centímetros de profundidade.

– Remover materiais indesejados como: pedras, raízes, etc. deixando o solo livre.

– Os canteiros deverão ser bem drenados, caso o solo original for argiloso, deverá ser incorporado 20 litros de areia grossa para cada 2,0 m/2. Essa medida irá ajudar a evitar a compactação do solo melhorando a sua drenagem.

– Adicionar esterco animal bem curtido na proporção de 2 a 3 Kg/m2.

– Caso o esterco animal a ser utilizado for a cama de frango, reduzir essa quantidade pela metade. Ou seja: 1 a 1,5 Kg/m2.

– Adicionar 50 a 100 gramas de cal hidratada Ca(OH)2, ou  calcário CaCO3, para correção do pH e fonte de cálcio para ajudar na nutrição das plantas.

-Depois de colocados esses materiais, o solo dos canteiros deverá ser novamente revolvido, de forma que a mistura fique totalmente homogeneizada.

– o Solo deverá ser preparado com antecedência de aproximadamente 30 dias antes de receber as mudas.

Nota:

– Um dia antes do plantio das mudas, regar abundantemente o solo dos canteiros.

– Plantar as mudas de preferência, no período da tarde, (por volta das 5:00 horas), isso fará com que as mudinhas não sofra tanto o estresse da mudança.