Como fazer mudas de Atemóia

Como fazer mudas de Atemóia

Família botânica:  Annona

A Atemóia foi obtida do cruzamento entre a cherimóia com a fruta-do-conde.

Considerações gerais:

– A proliferação da Atemóia através de sementes é perfeitamente possível, mas apresenta algumas desvantagens. Por se tratar de uma planta híbrida, além de demorar mais de quatro anos para iniciar a frutificação, apresentará sua produção com frutos menores e de qualidade inferior aos encontrados no mercado.

– O ideal é a obtenção de mudas enxertadas adquiridas em viveiros credenciados. Com isso, o produtor acelerará o retorno do seu investimento, pois as mudas enxertadas iniciam a produção a partir do terceiro ano.

– As mudas enxertadas, por apresentar o portas enxerto mais resistente, se tornará menos vulnerável ao ataque de brocas e fungos do solo, além de formar um pomar bem mais uniforme, com produção de frutos de excelente qualidade.

Características:

– A atemóia é um fruto de poupa branca, suculento, de sabor agridoce, leve e agradável, com sementes negras, considerado de alto valor nutritivo.

Solo:

– A planta responde bem ao cultivo, quando plantada em solo profundo, rico em matéria orgânica, bem drenado, com Ph girando em torno de 5,0 e 6,0.  Sem camada de compactação do solo, geralmente originado por grade aradora.

Clima:

– Planta de clima tropical, subtropical.

Plantio e tratos culturais:

– A atemóia deverá ser plantada no início da estação chuvosa, devido à grande necessidade de água requerida pelas mudas.

– Em plantações extensivas o espaçamento mais comum é o de 2 x 4 metros, ou seja: 2 metros entre mudas e 4 metros entre fileiras.

– As covas deverão obedecer as seguintes dimensões: 60 x 60 x 60 centímetros.

– Ao solo removido do interior da cova, deverão ser misturados: 20 litros de esterco orgânico bem curtido, 1 kg de termofosfato, ou (adubo rico em fósforo: NPK 4-14-8), 50 gramas de cloreto de potássio e 50 gramas de nitrocálcio.   Após a homogeneização desse composto, a mistura deverá voltar para  o interior da cova.  (obs. Esse procedimento deverá ser feito pelo menos, dois meses que antecede o plantio das mudas).

– Plantar as mudas bem no centro das covas.

– A partir do período produtivo da planta, as adubações e correções do solo, deverão ter como base, a análise de laboratório.

– Planta exigente à água, cujos níveis pluviométricos anuais deverão girar em torno de 750 e 1500 milímetros.

– As principais regiões produtoras: Sul, Sudeste e Nordeste.

– A Atemóia é uma planta que tolera geada.

– A poda deverá ser realizada após o período de dormência da planta.

Nota:-

– Para se iniciar a produção e obter algum retorno financeiro, o produtor terá que plantar no mínimo uma área de 1 hectare. (aproximadamente 200 a 250 plantas).

 Colheita:

– O pico da colheita se dará entre os meses de maio a julho, geralmente iniciando-se em fevereiro e se estendendo até setembro.

Utilidades:

– Normalmente a atemóia  é consumida in natura, mas, apresenta grande diversidade no uso da culinária, em forma de doces, sucos, sorvetes, etc.

Uso medicinal:

O fruto é recomendado por ser rico em fibras, além de conter índices elevados de proteínas, fósforo, potássio, cálcio, etc. Embora, ainda não há qualquer estudo científico que comprove seu uso específico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>