Como fazer mudas de Marolo

Como fazer mudas de Marolo

Nome científico: Annona crassiflora Achott

Família botânica: Annonaceae

O marolo é um fruto tipicamente da região de cerrados.

Propagação por sementes

– Extrair as sementes de frutos maduros.

– As sementes deverão ser bem lavadas e secas à sombra por  vários dias, para quebrar o período de dormência. Obedecido a esse detalhe, germinarão dentro de 60 a 120 dias.

– Em seguida, podem ser semeadas em balainhos.

– Os balainhos utilizados, poderão ser embalagens tetra pak reaproveitadas ou sacos plásticos com dimensões entre 15 a 18 cm de diâmetro por 25 a 30 cm de altura.

– O substrato para preencher os balainhos deverá ser um composto de terra fértil e esterco de curral  bem curtido na proporção de 3/1, ou seja: 3 partes de terra para 1 de esterco de curral,  misturar bem para homogeneizando o composto.

– Depois de preenchidos, os balainhos deverão ser colocados lado a lado, formando canteiros com dimensões de 10 x 1 m, com espaços entre os canteiros de 0,6 m entre si, para facilidade de manejo.

– Semear de 3 a 4 sementes em cada balainho, com profundidade de 2 a 3 cm e cobri-las com o próprio substrato.

– Regar de 1 a 2 vezes por dia, para que o substrato fique úmido todo o tempo, mas sem encharcar.

– O nascimento das sementes ocorrerá dentro de 60 a 120 dias, dependendo da temperatura e da época em que foram semeadas.

– Caso todas as sementes venham a germinar, é necessário fazer o desbaste, deixando apenas a planta mais robusta.

– As mudas estarão prontas para irem a campo, após 18 meses, a partir da semeadura.

-As mudas crescem lentamente e apreciam ambiente ensolarado para formação.

Plantando os balainhos em seus locais definitivos:

– A muda do marolo deve ser plantada em pleno sol, num espaçamento ideal de 6 m x 6 m.

– As covas devem conter 30% de areia e 20% de matéria orgânica muito bem curtida.

– A melhor época para o plantio é de outubro a novembro, no início do período chuvoso. Caso as chuvas estejam escassas, irrigar cada cova, com 10 litros de água, por semana nos primeiros 2 meses.

– A frutificação iniciará entre 5 a 7 anos, dependendo do solo e tratos culturais.

Doenças;

O controle de doenças que poderão ocorrer pode ser feito com pulverizações semanais utilizando-se calda bordalesa ou calda sulfocálcica (1 Kg de cal + 1 Kg de cobre diluídos em 100 litros de água).

Notas:

– O marolo é uma planta subtropical, resiste a geadas de até – 3 graus.

– Pode ser cultivada em todo o Brasil, em qualquer altitude. Adapta-se a qualquer tipo de solo que seja arenoso e que drenem bem as águas das chuvas.

– Fazer apenas podas de formação da copa e eliminar os galhos que nascerem na base do tronco.

Adubação:

Adubar orgânica: depositar  aproximadamente 8 litros de composto orgânico para cada pé de Marolo. (duas vezes ao ano)

Adubação química: depositar em cada planta  50 gramas de  adubo químico (N-P-K 10-10-10) – (anualmente)  dobrando essa quantia a cada ano, até o 4ª ano.

Usos:

– Os frutos são perfumados e de excelente sabor para o consumo in-natura.

Para ver um vídeo sobre o marolo clicar aquí

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>