Como fazer mudas de Taioba

Como fazer mudas de Taioba

Nome científico: Xanthosoma sagittifolium Schott

Cultivo:

– A taioba pode ser considerada uma das hortaliças onde nada se perde, pois numa cozinha criativa, aproveita-se folhas, rizomas  inclusive os hastes das folhas.

– É uma planta rústica, de fácil cultivo.
– A propagação é feita por meio de mudas obtidas através de rizomas.

(Obs. Sempre ao arrancar as touceiras maduras (velhas), separar os rizomas menores, esses são os ideais para se fazer as novas plantas).

– Os rizomas que serão destinados para a nova cultura poderão ser enterrados imediatamente, no caso de produção doméstica, ou fazer montoeiras, no caso de produção em larga escala. (Montoeira significa: fazer um amontoado dos rizomas que serão destinados à nova produção, em local sombreado, com certa umidade, sendo cobertos com lonas plásticas para acelerar a brotação, antes de serem definitivamente plantados).

Solo e clima:

-Solo fértil, bem drenado e rico em material orgânico.

– Clima quente e úmido.

– O solo deverá apresentar boa aeração, portanto deve ser afofado com grade, no caso de produção comercial, ou com ferramentas manuais, no caso de produção doméstica.

– PH variando entre 5,5 a 6,5. Caso necessário fazer a calagem conforme análise do solo.

– A cultura se torna mais rentável em temperaturas acima de 25 graus. Abaixo de 15 graus entra em processo de envelhecimento das folhas e dormência vegetativa.

– Espaçamento entre as plantas: aproximadamente 40 x 80 centímetros, ou seja: 40 cm entre plantas e 80 cm entre linhas.

Época de plantio:

– A época mais indicada para o plantio varia de região para região:

– Regiões Sudeste e Sul: vai de setembro a novembro.

– Região Centro-Oeste: vai de setembro a fevereiro.

– Regiões Norte e no Nordeste: pela Constância do calor, pode ser cultivada o ano todo, desde que haja umidade satisfatória.
Tratos culturais:

– A cultura exige capinas manuais quando as plantas invasoras tornarem-se muito competitivas.

– Cobertura morta e restos culturais, como palha, podem ser deixados entre as plantas, para manter a umidade do solo.

– A taioba desenvolve-se bem quando o solo apresentar boa umidade. Quando necessário, faça irrigações freqüentes nos períodos mais secos do ano.

–  Plantas bastante tolerante a pragas e doenças, exceto à broca dos rizomas  que fura e constrói galerias nos tubérculos, podendo levá-los ao apodrecimento e conseqüentemente à morte da planta.
Produção e colheita:

– Após setenta dias do plantio, iniciam-se a colheita de folhas

– A colheita é feita manualmente, com auxílio de uma faca, selecionando as folhas mais tenras a serem aproveitadas.

– Haverá necessidade do desbaste e descarte as folhas velhas, pois, acumulam muito oxalato de cálcio e não são adequadas ao consumo.

– Os rizomas devem ser colhidos quando a planta entrar em dormência e secar, e isso se dará de sete a oito meses depois do plantio.

– Se a opção for pela colheita dos rizomas, a retirada das folhas deverão  ser reduzidas ou nulas, a fim de permitir o acúmulo de reservas nos tubérculos.

Considerações Gerais:

A taioba é comercialmente pouco exploradas.

– Suas folhas dotadas de muita vitamina A, mais que cenoura, brócolis e espinafre, contêm também vitamina C,  minerais como o ferro, potássio e manganês.

– Os rizomas são ricos em amido, um excelente alimento para crianças, idosos e atletas.

– A taioba é de preparo simples, serve como prato refogado e recheio de tortas salgadas e de bolinhos. As hastes das folhas maiores ainda podem ser fritas ou empanadas.

– Os rizomas são mais apreciados quando servidos em pratos refogados, ou em forma de sopas.

– Pertencente a família Araceae, da qual estão inclusas cerca de três mil espécies, entre elas o inhame

Receita:

 Taioba refogada utilizando folhas e hastes das folhas.

Ingredientes:

– 100 gramas de folhas e hastes tenros, lavar bem e cortar em pedacinhos.

– 2 dentes de alho, amassados

– 1 cebola picada

– 3 colheres (sopa) de azeite

– 1 tomate picado

– 1 talo de aipo (salsão) , cortado em cubinhos

– 1 alho poro, cortado em rodelas finas

– sal à gosto

Modo de preparo:

Refogar no azeite a cebola, alho.  Em seguida, adicione tomate, aipo e alho poro deixando murchar bem. Na seqüência, adicionar a taioba cortada, mexendo bem. Não acrescente água. Abafe e controle seu cozimento até ficar bem macia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *