Como fazer mudas de Flor de maio

Como fazer mudas de Flor de maio

 Nome científico:  Schumbergera truncata

  Características:

– Por se tratar de uma planta nativa das matas e florestas, a sua adaptação deverá imitar o seu habitat natural.

– Na natureza propaga-se por sementes, transportadas nas fezes dos pássaros, que se alimentam de seus frutos.

– Porém, o método mais adotado na produção doméstica é o da estaqueia de seguimentos da planta.

– Desenvolvendo-se satisfatoriamente em vasos depositados sob sombras de árvores.

Propagação de flor de maio por estaquia de segmentos:

– Separar estacas com 2 a 3 segmentos.

– Enterrar por completo a segmento inferior, apertando-o com as pontas dos dedos para firmar bem ao substrato.

– O Substrato deverá ser rico em material orgânico, e para obtê-lo, misturar: esterco animal bem curtido, fibras de coco, cascas de árvores trituradas com terra vegetal.  Porém, deverá apresentar boa drenagem.

– Para estimular o crescimento, necessitará de média intensidade de luz. Na natureza, esse período coincide com as estações outono e inverno, dias mais curtos, clima mais ameno.

– Para estimular a floração, necessitará de alta intensidade de luz. Na natureza, esse período coincide com as estações da primavera e verão, ou seja: os dias mais longos das estações quentes e chuvosas, que a prepara para a época das floradas, invariavelmente em torno do mês de maio, com o qual foi batizada.

– Temperatura ideal entre 15 a 26 graus C., porém é tolerante até 4 graus C.

– Fazer regas freqüentes, para manter o solo do substrato sempre com boa umidade. Porém, sem encharcamentos, para evitar a podridão das raízes.

– Adubação: Caso o substrato seja rico em nutrientes orgânicos, será dispensável a adubação. Contudo, se a planta apresentar pouco desenvolvimento no decorrer do ano, aplicar adubação foliar em média a cada dois meses.

– O adubo pode ser essas fórmulas indicadas para jardins, vendidas em casas de floricultura.

  Considerações gerais:

– A flor de maio é uma planta suculenta, da família dos cactos.

– O caule é formado por artículos segmentados, e não possuem espinhos.

– Classificada como planta epífita, pois na natureza  desenvolve-se  agarrada a troncos e  galhos das árvores, preferindo lugares quentes e úmidos.

– Originária das matas e florestas tropicais, onde a umidade e a temperatura do clima se apresentam com pouca variação no decorrer do ano.

– Crescem em forma de segmentos.

– As flores aparecem nas extremidades desses segmentos nas cores: salmão, branca, rosa ou vermelha.

  Cuidados:

 – Caso a planta apresentar murchamento em seus botões e flores, provavelmente será falta de umidade.

  Observações:

– A multiplicação da flor de maio por meio de estaquia, ou as reformas de seus vasos, são aconselhadas, só depois do período de floração das plantas.

– Também poderão ser feitos enxertias dos artículos da flor de maio. E os porta-enxertos, (cavalo), mais apropriado, são os cactos que se apresentam com segmentos de três quinas. Exemplo:   Hylocereus undatus (pitaia).

abaixo fotos de flor de maio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.