Como fazer mudas – Enxertia pelo método de garfagem.

Como fazer mudas – Enxertia pelo método de garfagem.

A enxertia é o método onde se juntam duas plantas da mesma família, para formar uma única planta. Realmente  é um método curioso de propagação vegetativa geralmente utilizada na obtenção de mudas de frutíferas, cada vez mais selecionadas para uma fruticultura em crescente demanda de pordutividade.

A técnica consiste basicamente em juntar os tecidos de duas plantas distintas, que de forma geral, pertencem a mesma espécie. (Exemplo: as frutas cítricas).

As exigências entre essas duas plantas denominadas de: enxerto e porta-enxerto são as seguintes: O porta-enxerto, (Base, também denominado cavalo), que irá formar o sistema radicular da planta, deverá apresentar raízes vigorosas, resistentes a doenças e nematóides. Enquanto que o enxerto, (a parte aérea, também denominada topo), que irá formar a copa, deverá apresentar-se produtiva, resistente a doenças como o cancro cítrico e a leprose dos citros.

O uso da enxertia é amplamente difundido na fruticultura, onde se aproveita a rusticidade do cavalo e o potencialidade produtiva do enxerto.

Com a enxertia é possível produzir em escala comercial mudas de: laranja, limão, ponkan, manga, uva, tomate, pêssego, entre tantas outras.

O propósito da enxertia é juntar as melhores características de duas plantas em uma só!

Como fazer uma enxertia pelo método de garfagem.

ver ilustração abaixo

 

 

 

 

 

 

A enxertia pelo método de garfagem é mais indicada em plantas de folhas caducas, aquelas que perdem as folhas no inverno como: a videira, o pessegueiro e a nectarina.

O ideal é utilizar estacas que não ultrapassem diâmetro externo de 2 cm, pois galhos muito grossos possuem pouca chance de sucesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>