Como fazer mudas de Babosa

Como fazer mudas de Babosa

Planta de uso cosmético e medicinal – (Aloé Vera)

Propagação:

– A propagação desta planta é feita por meio da técnica vegetativa.

– Utilizando-se das folhas e rebentos que pegam e se desenvolvem bem em terra fofa.

– Enterre-os no solo preparado que logo estarão se rebrotando, principalmente quando se tratarem de perfilhos da planta-mãe, já com  o sistema radicular pronto.

Cultivo:

– Solo: fofo, bem drenado e permeável, são os mais recomendados para o desenvolvimento da babosa. O cultivo da planta se dá bem em regiões de clima seco, pois ela não precisa de água.

– Clima: quente

Área mínima: quintais e vasos

Colheita: um ano para o primeiro corte

Espaçamento:

– O melhor espaçamento para pequenas áreas é de 1 x 1 metro.

–  A técnica mais indicada é cobrir o solo com substrato de palha de arroz, cascas de amendoim,  serragem, folhas em decomposição, fazendo  a proteção da superfície do solo com relação a insolação, contra a perda de nutrientes, evaporação da água, além da redução das plantas invasoras.

 Colheita:

– A primeira colheita se dá quando a planta emite novas brotações.

– As demais safras serão feitas a cada ano, antes da estação das chuvas, ocorrerão por  volta de outubro.

– A safra consiste em: Selecionar as folhas com cuidado, cortar manualmente  com instrumentos cortantes bem afiados, apenas as folhas periféricas da base, em geral pouco mais de cinco folhas por planta.

 Propriedades medicinais:

– Apesar do cheiro forte que exala. A babosa  (Aloé Vera), contém excelentes propriedades fitoterápicas indicadas para o tratamento estético, além de constituir-se em um medicamento sem igual para aliviar problemas na pele, como acnes e queimaduras.

– Reidratante e calmante, o gel viscoso dessa espécie ajuda a eliminar a dor quando aplicado sobre queimaduras.

– Da babosa é possível obter diversos produtos de uso cosmético e medicinal, pois ela é um ótimo bactericida, cicatrizante e tem capacidade para reidratar os cabelos e a pele.

Planta de origem africana.

Família – Liliáceas

A babosa conta com mais de 300 espécies,

O cultivo da planta não requer muito mistério,  o principal cuidado  que se deve ter com a cultura é o desbaste das invasoras.

Nota:- A região Nordeste possui as melhores condições para o plantio de babosa, quando a finalidade é produzir látex para a extração de aloína (laxante). Lugares secos e áridos, típicos da região, são onde a planta sofre estresse e aumenta a produção do látex.

Veja abaixo um vídeo dessa planta:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>